Virgens Consagradas 

WhatsApp Image 2022-11-19 at 20.03.40.jpeg
Nossa História

 

A Arquidiocese de Juiz de Fora foi a primeira arquidiocese a celebrar a consagração Ordo Virginum no Brasil, motivo esse que nos enche de alegria! A celebração ocorreu provavelmente entre os períodos de 1958 a 1977, e uma virgem consagrada da Arquidiocese de São Paulo nos encaminhou essa notícia. Com o passar dos anos esta modalidade desapareceu de nossa Igreja Particular, porém vem sendo reiniciada recentemente.

marcela 1.jpg
Marcela Kamiroski Melo

 

Marcela é natural de Juiz de Fora, MG, nascida a 01/07/1991 e celibatária por meio de voto privado desde 08/12/2014. Viveu experiência de vida consagrada em uma nova comunidade e estudou Filosofia na Pontificia Università Lateranense em Roma, Itália. Atualmente é estudante de Direito e tem por missão evangelizadora o ensino catequético. Conta com um programa de catequese da WebTV da Arquidiocese de Juiz de Fora, "A voz católica" que vai ao ar todas as quartas, às 16h, e seu apostolado Caritas in Veritate, com um Canal no Youtube e Podcast na plataforma Spotify. 

Sua data de consagração Ordo Virginum é dedicada a Nossa Senhora do Carmo, tendo o seu primeiro propósito de castidade professo a 16 de julho de 2020. Sua admissão definitiva será em 16 de julho de 2023.

A Cruz Ordo Virginum

 

Esta cruz foi desenvolvida por algumas consagradas da Ordo Virginum Latinoamérica e Caribe e é também admitida nesta arquidiocese, pois representa todo o carisma da Ordo Virginum. As doze estrelas fazem referência à Igreja Primitiva com as 12 tribos de Israel do Antigo Testamento e os 12 discípulos do Novo Testamento, do qual provém o nosso alicerce. Estão no báculo episcopal pela sucessão apostólica, de onde provém a nossa comunhão com o bispo diocesano. O báculo recebe a chama da lamparina da Virgem Prudente, que tem o seu óleo vindo de Maria. Temos o nosso amparo na Cruz do Senhor que forma o cristograma grego Khi-Rho (P/X) que significa "Cristo é bom". Este símbolo foi visualizado pelo Imperador Constantino após uma de suas batalhas, quando ouviu de maneira sobrenatural: "Por este sinal vencerás." Então, o Imperador venceu uma grande guerra com este símbolo nas armaduras, convertendo-se e concedendo o Édito de Milão, em 13 de junho de 313, sancionando o fim da perseguição e martírio dos cristãos.